VIDA NA ESCOLA

Ser ECDD: Dicas de estágio e empregabilidade

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest

No mês de junho aconteceu o Ser ECDD. Um evento de integração onde, nesta edição, os alunos receberam dicas sobre estágio e empregabilidade, além de uma palestra sobre saúde mental.

O encontro começou com a palestra da Professora e Motion Designer, Giselle Arruda, que iniciou falando sobre como “Viver e Sobreviver ao Mercado de Trabalho”, fazendo uma comparação de como era o mercado no início de sua carreira e como está nos dias de hoje. Explicou a importância de um portfólio, trazendo dicas essenciais para a construção do mesmo, como dar ênfase aos tipos de trabalho que você tem como objetivo profissional.

Sobre a capacitação, a professora lembrou que há diversos cursos on-line gratuitos disponíveis, além de destacar algumas escolas on-line conhecidas como Ateliê Digital, Google, Crehana, Domestika e Udemy.

Na palestra, Giselle também deu importantes dicas sobre o LinkedIn, como explorar em seu perfil palavras-chaves relacionadas aos seus interesses e objetivos. E a importância de interagir e postar com constância para aumentar o score no Social Selling Index, uma métrica da plataforma que avalia e pontua sua rede e interações. E, para quem está em busca de vagas, a professora ainda deu uma dica importante sobre buscar oportunidades através do “pesquisar” do LinkedIn e não somente pela seção de vagas oferecida pela rede social.

Encerrando sua fala, Giselle destacou a importância do networking, que neste momento de pandemia se mantém muito pelos grupos de Facebook, WhatsApp e Telegram, além das dicas finais sobre como se preparar para uma entrevista, como pesquisar anteriormente sobre a empresa e sua cultura.

Com o tema “Isolamento Social não é Solidão”, a segunda fala do encontro foi feita por Luana Zanelli, Psicóloga e Supervisora da Central de Coaching e Psicopedagogia do Instituto Infnet.

 

Iniciando a palestra, Luana explicou a definição e importância do isolamento social para o combate à pandemia. E trouxe também algumas consequências para a saúde mental que foram potencializadas devido a este momento, como estresse, depressão e ansiedade, abordando seus principais sintomas.

Falou ainda sobre os 5 estágios do luto: negação, raiva, barganha, depressão e aceitação, e como identificá-los.

E como caminho de solução, destacou algumas ações possíveis para minimizar os impactos negativos deste momento crítico que atravessamos. Ações estas que vão desde técnicas de respiração e meditação à busca de terapia e atendimento psicológico. Citou também a importância de se manter uma rotina de autocuidado, de trabalho/estudo e até mesmo de relaxamento com coisas prazerosas para cada um, como dançar, ler livros, assistir filmes e séries.

Após as duas palestras, a professora Giselle Arruda e a psicóloga Luana Zanelli tiraram dúvidas dos alunos relacionadas às suas apresentações.

E, finalizando o encontro, Aline Cristina e Thiessa Passos deram dicas e tiraram diversas dúvidas a respeito de estágio e horas complementares. Para saber sobre estes temas é possível acessar o Manual do Aluno ou procurar o atendimento da escola por e-mail ou chat.


Texto redigido pelos alunos Alluan Costa e Alceu Junior

TAGS

RELACIONADOS

COMENTÁRIOS