Metodologia - ECDD - Escola de Comunicação e Design Digital

O que é PBL?

É um método de ensino alternativo às aulas expositivas tradicionais, e que resulta em um entendimento mais profundo dos conteúdos, uma melhoria nas competências interpessoais e no desenvolvimento da criatividade. O método oferece a oportunidade do aluno explorar desafios aplicáveis ao mundo real, similares aos que ele encontrará no mercado de trabalho, aumentando a retenção das competências e conceitos aprendidos. PBL pode significar Project Based Learning ou Portfólio Based Learning. São elementos-chave do processo:

MAIS PRÁTICA, MENOS TEORIA – ao invés de ensinar aos alunos um monte de teoria e, de vez em quando, aplicar uma fração dela através de um trabalho, fazemos o exato oposto: oferecemos desafios cada vez mais difíceis para os alunos resolverem, com a apresentação de alguns conceitos para apoiá-los. Consequentemente, os alunos procuram a teoria e as ferramentas que precisam, aplicam, trabalham juntos e se ajudam. É uma abordagem muito mais parecida com o que acontece na vida real, em uma empresa ou organização.

PROJETOS DESAFIADORES OU INTERDISCIPLINARES – cada projeto oferece um problema significativo para o aluno resolver, de dificuldade compatível com os desafios reais da profissão. Através dos projetos, é possível integrar  conhecimentos que no modelo tradicional são tratados apenas isoladamente.

COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS – os projetos são focados nos objetivos de aprendizado dos alunos, mas também incluem o desenvolvimento de competências transversais ao conteúdo, como análise crítica, solução de problemas e conflitos, colaboração, autogestão e gestão de projetos.

PORTFÓLIO –  na indústria criativa, o método leva à formação de portfólio durante a formação do aluno, algo especialmente valorizado pelo mercado de trabalho.

CONTEXTO – os projetos são desafios similares aos encontrados no mundo real, tendo assim significado concreto para os alunos e criando engajamento e entusiasmo no aprendizado.

REFLEXÃO E FEEDBACK –  os alunos refletem sobre o aprendizado, a efetividade da coleta de informações, a qualidade do trabalho e os obstáculos encontrados, além de darem e receberem feedback como parte de seu  aprendizado. Estudos da ciência da educação mostram que praticando e tendo feedbacks sistemáticos, os alunos aprendem mais e fixam melhor os conteúdos. No método, são trabalhadas competências tidas como necessárias para o mercado de hoje, como o pensamento crítico, criativo e a percepção de que existem várias maneiras para a realização de uma tarefa.

O que é CBL?

É trocar as tradicionais grades de disciplinas, centradas nos conteúdos que o aluno deve aprender, por um método focado nas competências necessárias para o aluno exercer sua profissão. O curso passa a ser orientado para o desenvolvimento de cada uma dessas competências, usando para isso os conteúdos e exercícios mais adequados, sejam eles textos, aulas, vídeos, debates, projetos, casos, etc. Quando um curso no modelo CBL é desenvolvido, os educadores não começam a preparar um plano de aula baseado na escolha de conteúdos e leituras. Em vez disso, começam por identificar as competências necessárias para a atuação do profissional e, em seguida, selecionam os conteúdos para apoiar o aprendizado dos alunos em cada uma delas. No caso do Instituto Infnet, que usa paralelamente o método de aprendizado por projetos, normalmente esses conteúdos são atividades práticas, e não apenas leituras e vídeos. O aluno progride no curso na medida em que adquire novas competências e torna-se apto para se formar quando domina todo o conjunto de competências necessárias para a nova profissão. Esse modelo é muito mais alinhado  com o mercado de trabalho, pois as empresas podem ter certeza de quais competências o profissional formado domina.

PONTOS ESSENCIAIS DO CBL:

  • Alinhado com o mercado de trabalho;
  • Centrado nas competências necessárias para o exercício profissional;
  • Mais prático que o modelo tradicional de ensino.
Twitter Instagram