Você sabe o que faz o estudante de uma faculdade de Produção Multimídia? Entenda quais são as atribuições desse profissional e
o que ele estuda no curso de multimídia

A ideia de um curso de multimídia pode parecer estranha para muita gente. Afinal, quando você ouve ou lê a palavra “multimídia”, qual é a primeira coisa que vem à sua mente? Muitos provavelmente pensa naquela central multimídia que geralmente é instalada nos painéis dos carros. Isso é natural, já que hoje esse é um uso muito comum para essa palavra.

Porém, multimídia é muito mais que isso: é a combinação de vários meios de comunicação diferentes, como textos, sons, imagens fixas e animadas.

Se é isso que te interessa, este artigo é para você. Aqui, explicaremos como funciona um curso de multimídia e o quanto o conceito de Produção Multimídia se aproxima do que hoje conhecemos como sendo as tão famosas animações. Entretanto, se você chegou aqui achando que encontraria uma análise e descrição de centrais multimídia para instalar em seu carro, é melhor fazer uma nova busca no Google.

Mas se quiser saber como é o mercado para os profissionais que se especializam nessa área, o que o estudante do curso de multimídia aprende e quais são as ferramentas usadas nesse segmento, você chegou no lugar certo.

O que significa multimídia?

Se essa é a primeira vez que você está se deparando com o conceito de multimídia, é provável que a melhor forma de entender o que esse termo significa seja através de um exemplo.

Pense em uma conversa pessoal (no mundo real e não no virtual) entre dois indivíduos. Nesse cenário, as duas pessoas conseguem ver uma a outra. Elas podem observar seus movimentos, suas ações e os lábios se movendo enquanto a outra fala. Além disso, os sons emitidos também são captados pelos ouvidos. Por fim, elas podem ter reações diferentes dependendo do que está sendo discutido nessa conversa, como alegria, tristeza ou até mesmo raiva.

Esse exemplo revela o significado profundo do que é multimídia: algo que utiliza vários meios simultâneos para transmitir uma informação. Uma conversa envolve o aspecto visual, audível e sensorial, o que a caracteriza como algo totalmente multimídia. Porém, é claro que esse termo geralmente é associado ao seu contexto tecnológico.

Ao falarmos de Produção Multimídia, estamos falando da área de formação que prepara profissionais aptos a elaborar e produzir conteúdo envolvendo diversos tipos de mídias e meios diferentes. Esses conteúdos podem ser documentais, artísticos ou publicitários e podem envolver textos, vídeos, áudios, animações e muitos outros tipos de materiais diversos.

Portanto, para esse artigo, devemos entender multimídia como uma área de formação. Os profissionais formados nessa carreira estarão aptos a trabalhar com diferentes linguagens (dependendo de qual o enfoque dado no curso) e terão como objetivo facilitar a transmissão da mensagem aos seus destinatários.

Profissional de multimídia trabalhando

Profissional de multimídia realizando o planejamento  (Fonte: Shutterstock)

O que se estuda em um curso de multimídia?

Com base na definição do termo, é fácil perceber que o estudante da faculdade de Produção Multimídia vai estudar uma grande quantidade de assuntos. Contudo, alguns cursos de multimídia podem dar um enfoque diferente dependendo de qual mídia é mais utilizada, geralmente priorizando a parte visual ou sonora. Ou seja: os assuntos relacionados à produção audiovisual frequentemente são os mais estudados.

As seguintes disciplinas geralmente estão presentes em cursos de Produção Multimídia:

  • História e desenvolvimento da arte, cultura e estética

  • Fundamentos do design

  • Teorias da comunicação

  • Estrutura e elaboração de roteiros

  • Processos de produção

  • Técnicas de iluminação

  • Edição de som e imagem

  • Computação gráfica

  • Produção musical

  • Sistemas técnicos

  • Sonoplastia

É lógico que a grade curricular vai variar bastante de uma instituição de ensino para outra. Porém, algumas dessas disciplinas são comuns a todos os cursos. Por isso, ficar de olho e aprender cada um desses tópicos pode ser útil caso você esteja pensando em fazer o curso de multimídia em alguma faculdade ou universidade.

Ilustração de pessoa usando recursos multimídia no trabalho

Ilustração de uma pessoa trabalhando com recursos multimídia no computador  (Fonte: Shutterstock)

O que esses profissionais fazem, de fato?

Já vimos a definição e a grade curricular de um curso de multimídia, mas pode ser que o trabalho desse profissional não tenha ficado muito claro. Por isso, separamos essa seção para explicar o que os formados em Produção Multimídia fazem no mercado, dando alguns exemplos práticos.

Vale ressaltar que as formas de atuação em Produção Multimídia listadas abaixo englobam os profissionais de audiovisual e os profissionais de animação:

Artista de Composição ou Designer de Efeitos

É o profissional responsável por combinar assets filmados, renders 3D e efeitos especiais em uma única cena de forma a finalizar a fotografia de cena, sendo também responsável por corrigir imperfeições ou apagar elementos da composição final.

Técnico de Efeitos Especiais

É aquele que implementa efeitos especiais no set, como maquinário, fogo, água e outros elementos da cena, além de criar modelos prostéticos e animatrônicos.

Modelador 3D

Profissional que faz a modelagem 3D, ou seja, em três dimensões, de objetos, ambientes e personagens para animações, vinhetas, jogos, projetos de arquitetura etc.

Artista de Textura

É aquele responsável por criar a arte para a superfície de objetos digitais modelados, dando-lhes as aparências desejadas.

Artista de Iluminação

É o encarregado da fotografia de cenas e modelos digitais.

Ilustrador fazendo sketchs

Ilustrador fazendo sketchs  (Fonte: Shutterstock)

Artista de Conceito

É o profissional responsável por elaborar a arte conceitual de personagens ou mundos.

Pintor de Matte

Profissional dedicado a desenhar fundos e ambientes para a composição de cenas.

Animador

Anima personagens, cenas e objetos em duas ou três dimensões.

Artista Lockdev

Responsável por conceber o visual final para personagens e ambientes criados em computação gráfica, garantindo qualidade artística e técnica às implementações.

Técnico de Rig

É aquele que constrói a base da estrutura interna dos personagens para que eles sejam animados.

Técnico de Efeitos

Profissional responsável por construir as ferramentas para implantação de efeitos e criar animações de simulação.

Colorista

Profissional responsável por ajustar os atributos de imagens, realçando a fotografia e preparando para a saída nos diversos dispositivos.

Artista de Storyboard

É aquele que desenha esboços para as cenas a serem filmadas e gravadas, para testar a história roteirizada ou pré-visualizar uma determinada cena.

Artista de Pré-Visualização

Cria esboços animados de cenas, permitindo um teste rápido antes das aprovações.

Layout TD

Profissional responsável por fazer animação de câmera, layout de cenas e marcação de personagens em computação gráfica.

Artista de Interface

É aquele que projeta, desenha e anima as interfaces gráficas que serão usadas em dispositivos reais ou virtuais.

Videografista ou Motion Designer

É o profissional responsável por elaborar a identidade e animações, criando artes para programas de TV, vinhetas e visuais para créditos, entre outros.

Produtor

Profissional com amplo conhecimento e que se distribui em várias funções, sendo o responsável pela realização da obra. Pode atuar em vários papéis, como técnico ou artista, ou na logística, na coordenação e gestão da equipe e dos valores captados e pagos ao longo de todas as etapas.

Profissional multimídia trabalhando com ilustração 2D

Ilustrador trabalhando no Adobe Photoshop  (Fonte: Shutterstock)

Como é o mercado de trabalho?

Como essa profissão evolui junto com a tecnologia, o mercado de trabalho para quem estuda Produção Multimídia está em constante expansão. Cada vez mais estamos envolvidos com os avanços tecnológicos do dia a dia – mesmo aqueles que não gostam desses avanços. É por isso que temos tanta necessidade de profissionais dessa área no mercado de trabalho.

Mas essa constatação é muito genérica. Poderíamos usá-la como argumento para qualquer curso que esteja minimamente ligado à tecnologia. Por isso, também vale a pena trazer outro argumento que justifica a expansão do mercado de trabalho para quem pensa em fazer o curso de multimídia: o aumento no consumo de produtos multimídia.

MULTIMÍDIA EM ALTA

Vídeos, séries, filmes, animações, histórias, textos, imagens, GIFs, curtas, vinhetas e comerciais são apenas alguns tipos de materiais que estão ganhando cada vez mais destaque em todas as plataformas. O ser humano está se transformando em um consumidor ávido por todo tipo de conteúdo. Isso significa que é preciso atender essa demanda, e é aí que o produtor multimídia entra.

Empresas estão procurando profissionais competentes para produzir bons materiais para atender o público. Um profissional considerado “meia boca” consegue fazer muita coisa, mas entregar qualidade – mesclando as diversas mídias disponíveis e fazendo com que elas conversem da maneira correta – é algo que somente um produtor multimídia competente é capaz de fazer.

ÁREAS DE ATUAÇÃO DO PROFISSIONAL

Não é exagero dizer que o mercado de trabalho para Produção Multimídia está mais aquecido do que nunca, principalmente por serem muitas as áreas de atuação do profissional. Existem ótimas oportunidades para se iniciar nessa profissão, desfrutando de umas das carreiras mais promissoras atualmente.

Segue um resumo de setores onde o profissional pode atuar:

  • Publicidade e propaganda (em geral, agências);

  • Conteúdo multimídia;

  • Produção de softwares;

  • Criação de vídeo e animações;

  • Produção de e-learning e de material para EaD;

  • Desenvolvimento de apps para celular;

  • Produção de jogos;
  • Canais de TV, jornais, revistas, rádios, podcasts e canais do YouTube;

  • Comunicação e marketing de empresas em geral;

Além disso, a recente Lei 12.485 dá ainda mais força para a carreira de Produção Multimídia. Esse estatuto estabelece que os canais que exibem predominantemente filmes, séries, animações e documentários passam a ter a obrigação de dedicar 3,5 horas semanais de seu horário nobre à veiculação de conteúdos audiovisuais brasileiros.

Pelo menos metade desse conteúdo deve ser produzido por uma produtora brasileira independente. Essa lei aumenta muito a necessidade de produção audiovisual nacional e abre oportunidades para os profissionais da área.

Profissional multimídia criando cenário

Profissional de multimídia criando um cenário em 3D  (Fonte: Shutterstock)

Os programas e softwares usados por profissionais

Como qualquer profissão, a Produção Multimídia dispõe de algumas ferramentas para a realização de suas atividades. Se você está interessado em fazer o curso de multimídia, seria interessante começar a se familiarizar com o nome e a principal função de alguns dos softwares utilizados por esses profissionais.

Separamos, a seguir, os principais programas e ferramentas usadas no trabalho de um produtor multimídia com foco na parte visual e de animação:

  • Autodesk 3ds Max: um pacote profissional voltado para a simulação de partículas, modelagem e animação de ambientes, objetos e personagens 3D;

  • Adobe After Effects: programado usado para a criação de motion graphics, efeitos visuais e animações;

  • Adobe Photoshop: software usado principalmente para edição de texturas, imagens, fotografia e matte painting;

  • Arri Color Tool: programa usado para a criação de looks;

  • Audacity: editor multitrilhas para gravação e edição de áudio;

  • BlackMagic DaVinci: pacote completo para ingest, edição, efeitos, correção de cor e áudio;

  • BlackMagic Fusion: software de composição node based para efeitos visuais, realidade virtual e motion graphics;

  • Celtx: programa usado para escrita de roteiros, produção e colaboração em produções de animação, vídeos, cinema e jogos digitais;

  • DulK: plugin para rigging no Adobe Affter Effects;

  • LuxRender: software usado para a renderização de iluminação de forma realista em cenas animadas;

  • Meshlab: programado usado para otimização de malha 3D;

  • Shot Designer: ferramenta usada para planejar sets e storyboards;

  • Skanect: software usado para escanear objetos do mundo real para animações digitais;

  • Unreal: programa poderoso para a criação de jogos e animações interativas;

  • Unity: outro programa para a criação de jogos e animações interativas;

  • Wonderunit Storyboarder: ferramenta usada para a criação de storyboards para animações e filmes.

Estudante de multimídia

Estudante utilizando recursos de multimídia (Fonte: Shutterstock)

Quanto ganha um profissional multimídia?

Essa é uma dúvida comum para qualquer profissão. Afinal, muitos ficam preocupados com quanto uma carreira pode render financeiramente depois que o trabalhador conclui o curso de multimídia e está inserido no mercado.

De acordo com os sites Glassdoor e Catho, responsáveis por fazer várias pesquisas relacionadas ao ganho salarial de algumas profissões, os salários para produtores multimídia variam (na média) entre R$ 1.500,00 e R$ 4.000,00, tendo uma média de aproximadamente R$ 2.200,00.

Contudo, no caso de cargos gerenciais (como gerentes de projeto e líderes de equipes), as variações sobem para algo entre R$5.000,00 e R$ 9.000,00. Porém, é importante destacar que esses números podem variar bastante dependendo do cargo e da empresa. Também é importante esclarecer que, conforme o profissional se destaca, naturalmente suas chances de aumentar os ganhos se tornam cada vez maiores.

Outro aspecto interessante dessa área é o fato de que ela permite que diversos perfis de pessoas busquem inserção. O mercado de Produção de Multimídia acolhe estudantes interessados em vídeo, áudio, fotografia, edição, programação, marketing e muito mais. Isso proporciona ao aluno a certeza de que encontrará oportunidades no seu segmento de interesse – o que pode potencializar os seus ganhos na carreira posteriormente.

As melhores faculdades de Produção Multimídia

Sala de aula de um curso de multimídia

Sala de aula com recursos multimídia (Fonte: Shutterstock)

Para se tornar um profissional verdadeiramente capacitado em Produção Multimídia, é necessário entrar em uma das várias faculdades que oferecem o curso de multimídia. Porém, existem muitas opções. Qual delas escolher?

A seguir, separamos aquelas que são consideradas as melhores faculdades com um curso de Produção Multimídia disponível. Além do nome das instituições, você encontra um link direto para o curso onde você pode obter mais informações, como a grade curricular completa, duração, mensalidade e outros detalhes.

Universidade Santa Cecília (Santos, SP)

Faculdade de Informática e Administração Paulista (FIAP – São Paulo, SP)

Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Santa Catarina
(IFSC – Florianópolis, SC)

Escola de Comunicação e Design Digital (ECDD) do Instituto Infnet (Rio de Janeiro, RJ)

 

Faculdade Senac Porto Alegre (Campus I – Porto Alegre, RS)

Produção Multimídia: vale a pena?

Com base no que foi mostrado aqui, podemos atestar sem sombra de dúvidas que os interessados não vão se arrepender de cursar uma faculdade de Produção Multimídia. Além de estarmos diante de uma carreira promissora, com um mercado de trabalho aquecido e com forte demanda, trata-se de uma forma de atuação muito diversificada e que permite ao profissional trabalhar com uma grande variedade de materiais – e é por isso que ele é chamado de multimídia.

Se você quer conhecer mais a respeito dessa carreira, recomendamos que visite o site de cada uma das instituições que foram mencionadas alguns parágrafos acima. Ao analisar aspectos como a grade curricular, duração do curso de multimídia, mercado de trabalho e investimento, você pode despertar a vontade de iniciar a sua jornada na Produção Multimídia.

E você, já conhecia a carreira de Produção Multimídia?
O que achou das perspectivas para os profissionais de multimídia?
Deixe sua resposta pra gente, ou faça suas perguntas! Adoraremos responder!

Comente:

Assinar
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments